Arquivo mensal: novembro 2011

Análises Filosóficas – Populismo de Direita

Eaew

Bom, hoje começo com um post sobre algumas análises que ando fazendo nos últimos tempos, em especial com relação às formas de atos e suas consequências. Creio eu que se faz necessária tais análises em decorrência de certas percepções que, muitas vezes, podem ser errôneas para o entendimento e compreensão melhor de certos assuntos

Apreciem!

FLW!

———————————————————————–

Bom, Hoje falaremos sobre, talvez, a principal forma de pensamento que fora utilizado por tanto tempo por vários governantes brasileiros: O Populismo de Direita.

Na imagem acima, vemos talvez um dos melhores figurantes que se utilizou de tal pensamento e controle social. É ele, Getúlio Vargas! O “Pai” dos pobres mas, principalmente, a “mãe” dos Ricos. Tendo criado a CLT, o voto feminino e o principal beneficiado pelo plano Cohen, alguns diriam que ele é uma figura contraditória. Entretanto, posso lhes explicar que, na verdade, ele não é nem um pouco contraditório.

Comecemos pela ideia do populismo: Um populista, de acordo com o dicionário aurélio, é “1: Amigo do povo; 2:

Diz-se do partido político que defende ou diz defender as classes populares”.

Ou seja, dizer que defende não quer dizer que defenda de verdade as classes populares. Sendo, então, como uma voz sem mãos para obrar, Getúlio reflete um aspecto simples de nossa política: Uma voz populista para conseguir votos. Chamamos a isso, também, de Compra de Votos.

O que isso significa? Que, ao contrário do que muitos pensam, nós não estamos sob de um governo comunista de esquerda, como tantos afirmam, mas sim em um governo Populista de Direita.

No que tange a direita política, muito se confunde sobre a sua definição, principalmente quando entra no populismo, mas entender é simples: Quem está à esquerda, reivindica melhoras reais que beneficiem o povo. Quem está a direita, preza que o povo possa até melhorar a sua qualidade de vida, desde que isso beneficie a aristocracia (Donos, empresas) sempre e de alguma forma.

Tanto é que é ilusório a definição de que, no comunismo, os bens são compartilhados entre todos. Isso até em governos de direita também ocorre, pois senão ninguém poderia andar em uma rua pública, pois ela é um bem, um patrimônio público, uma propriedade pública e partilhada por qualquer pessoa (Sim, qualquer coisa é tratado como um patrimônio e, portanto, sujeito a venda, como ocorre na privatização de empresas). Portanto, deve-se diferenciar que, no comunismo, quando se diz uma igualdade, numa comunidade, quer dizer que as decisões, as escolhas e as consequências devem sempre levar em conta a comunidade, o coletivo, enquanto que o capitalismo rege apenas que todas as decisões, as escolhas e as consequências levem apenas em conta o egoísmo do próprio indivíduo que gerará o progresso em comum com outros indivíduos egoístas, como diria Adam Smith.

Não só isso, mas que o próprio fato dos políticos em épocas de eleições oferecerem cestas básicas ou sapatos reflete uma política populista, que se diz a favor do povo, não sendo necessariamente esse ultimo. Pois as cestas básicas não refletem em melhorias reais ao povo, assim como bolsa família apenas garante um aumento no consumo familiar, que irá beneficiar os donos de empresas e, portanto, característica de direita.

É claro, a definição de esquerda e direita já é ultrapassada, mas é com ela que podemos perceber que muitas ideias errôneas no brasil acabam refletindo numa maior separação entre a população, causando a consequente dominação de empresas que se aproveitam do individualismo gerado pelos conflitos e pelas separações.

Ou seja, quando disse Populismo de Direita, resumindo, significa que vivemos em um governo que tem por objetivo o benefício central de uma minoria dominante e privilegiada em detrimento dos interesses populares e que, para amenizar os anseios do povo e dominar de tal forma que não “estrague” a sua imagem e sempre continue a se manter no poder, supostamente melhora as condições do povo, sem que isso signifique que vá beneficiar de facto tais pessoas.

Por isso, novamente, podemos dizer que países ditos comunistas não são totalmente de esquerda, pois os seus governantes também se beneficiavam e eram privilegiados, mas pelo fato dos benefícios ao povo, em alguns, terem se garantido, também terão a característica de esquerda.

Concluindo, Percebendo tudo isso, podemos entender que o simples fato de melhorar as condições econômicas das pessoas não resultam numa melhor qualidade de vida, pois tal melhora nem sempre alcança a educação ou a saúde e mesmo o lazer, o que torna mais problemática a questão para ser resolvida. Há uma carência no sistema brasileiro em planos que beneficiem a longo prazo, que compreende a educação, a infraestrutura e a indústria. Se o Brasil continuar com a política de Populismo de Direita que sempre houve, a iminência de uma crise inflacionária aliada à índices pornográficos de baixa melhora social poderá acarretar ao Brasil uma desvantagem enorme com relação ao crescimento do país com o resto do mundo, que já não é nem um pouco alto.

Anúncios

Amigos Nº37

Clique na imagem para ampliar!

Primeiro/<—–Anterior/Próximo—–>

Carpe Diem!

All you need is… Love? Nº36

 Clique na imagem para ampliar!

Licença Creative Commons
Os Razandumbas de Cláudio Y. H. é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.

Primeiro/<—–Anterior/Próximo—–>

Sobre as postagens do blog…

Eaew

Atualmente, estou muito ocupado com outras prioridades, principalmente o vestibular. A partir de hoje, postarei apenas uma vez por semana, nas sextas, provavelmente vou voltar a postar normalmente ano que vem. Espero a compreensão de todos.

FLW!

Caminho do Meio Nº35

 Clique na imagem para AMPLIAR!

Licença Creative Commons
Os Razandumbas de Cláudio Y. H. é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.

Primeiro/<—–Anterior/Próximo—–>